Meus Preconceitos Literários

Em geral, não sou uma pessoa que carrega muitos preconceitos. Gosto de sempre experimentar e conhecer coisas novas, já que assim posso decidir se gosto ou não. Porém, é quase impossível ser uma pessoa 100% sem preconceitos. Por mais bobos que sejam, a gente sempre tem um ou outro. Lógico, não entra aqui aqueles mais feios e que fazem mal pra todo mundo (pro preconceituoso e pro preconceituado), como o racial ou aquele que diz respeito à opção sexual da outra pessoa. Para esse tipo, não tem desculpa.

Mas, quando falamos de preferências literárias, tenho dois preconceitos em relação a dois escritores. O primeiro deles é o Paulo Coelho. Eu sei, muita gente ama, ele é um brasileiro que faz sucesso internacionalmente, várias celebridades citam seus livros como favoritos… mas eu não gosto muito da pessoa do Paulo Coelho. Óbvio, nunca o conheci pessoalmente, mas algumas de suas colocações em entrevistas acabaram por criar uma antipatia muito grande em relação à ele. Tenho a impressão de que Paulo Coelho credita o fato de ser brasileiro como um desses erros da vida. Sempre que o vejo na tv ou leio alguma reportagem sobre ele, chego a pensar que ele tem meio que vergonha do Brasil. Claro, nunca é algo explícito, mas sempre tive essa impressão muito forte. E sim, por isso não leio livros dele.

Já meu segundo preconceito literário é talvez mais forte do que Paulo Coelho, até porque o tipo de livro que essa autora escreve é um dos meus estilos preferidos e se fosse qualquer outra escritora, tenho certeza que já teria lido a série. Mas infelizmente não consigo confiar nas habilidades para escrever de alguém que não tem  habilidade como leitora. Cassandra Clare começou como uma ficwriter e sua fanfic foi uma das mais famosas no fandom de Harry Potter. Quem participou de discussões na internet sobre HP com certeza já ouviu falar de Draco Dormiens. Mas o sucesso da fanfiction subiu na cabeça da Cassandrinha, que chegou mesmo a afirmar que era uma escritora melhor que JK Rowling e que se Harry e Hermione não ficassem juntos no fim, ela iria fazer uma fogueira com todos os livros de Harry Potter.

Confesso que ainda tenho esperanças de encontrar fotos da bendita fogueira da Cassandra Clare.

Enfim, esses são meus dois grandes preconceitos literários. Não vou dizer que nunca vou ler nada desses autores, porém sei que mesmo que algum dia leia, serei bem mais crítica do que seria com qualquer outro. E sinceramente, não tenho vontade nenhuma. E olha que sou uma pessoa curiosa, viu?

Bjos

4 Comentários

Arquivado em Acabei de Ler

4 Respostas para “Meus Preconceitos Literários

  1. Mi

    Texto fantástico, Mari! Adorei!!!

  2. “Confesso que ainda tenho esperanças de encontrar fotos da bendita fogueira da Cassandra Clare”
    HAHAHA CHOREI DE RIR AGORA!
    “É, é, é, eu acho que a fogueira é da Cassandra Claire!”
    Isso eu posso dizer com certeza: Cassandra Clare pode escrever O MELHOR LIVRO DO MUNDO, que eu não vou ler. Não adianta. Eu nunca vou conseguir gostar de um livro sabendo de todo o histórico dela no fandom de HP. Porque sério, além de ela ter sido uma péssima leitora, no quesito interpretação, ela também falou muito mal da J.K.Rowling. Tenho certeza de que, se alguém falasse sobre ela metade do que ela falou da J.K., ela iria ficar revoltar. Queimar livros é um dos piores insultos para um autor, eu acho.
    Sabe o que é pior? As pessoas ficam falando super bem… E eu quero quase pular da cadeira!!! E essas pessoas são exatamente aquelas que não conhecem o passado dela…

  3. Nivia

    Mari, concordo plenamente com tudo! Olha, sobre a Cassandra, é difícil dar uma chance a alguém tão pretensiosa e sem noção de interpretação! Além do problema óbvio de que a fic já era uma ofensa a HP, ofender a Rowling só foi a confirmação da falta de respeito inerente a ela. ¬¬
    Sobre o Paulo Coelho, também o acho metido, mas não tinha notado que além de tudo, aparentemente ele tem vergonha de ser brasileiro. Por isso que ele não sabe gramática, pontuação e nem como… ser surpreendente?
    Já li um livro dele, e posso te garantir que não cometerei um erro desse de novo!
    Acho válido assumirmos nossos preconceitos literários. Mas se quiser ler um dia os livros, o máximo que pode acontecer é ficar com menos vontade ainda de procurar algo a respeito. O importante é sermos honestos com nós mesmos: não quer chegar perto, então deixa! rs

  4. Karen Alvares

    Texto maravilhoso, Mari. E sim, todos nós temos nossos preconceitos, todo mundo tem. O importante é assumir.
    Sobre o Paulo Coelho… Eu não sabia que ele tinha isso de ter vergonha de ser brasileiro. Até achava que ele contribuía para ajudar novos autores. Preciso pesquisar mais sobre isso. Mas outro dia li um texto legal dele sobre pirataria, e essa história da anti-pirataria, que achei legal. Até tuitei.
    Mas eu li já um livro dele… “O Alquimista”. É horrível. Péssimo. Como a Nik falou, ele não tem cuidado com pontuação, gramática, passagem de parágrafos… E o livro era muito confuso, foi uma experiência traumática. Eu ganhei um livro dele uma vez e não consegui ter vontade de ler ainda. “O Diário de um Mago”. Bem, mas está aqui, como eu ainda não consegui trocar, quem sabe um dia dou uma nova chance…
    Sobre a Cassandra Clare, confesso que já tive curiosidade, e fui ler as sinopses, mas elas não me agradaram. Aí eu depois eu soube sobre o que basicamente era a história, e me desagradou mais ainda. Não… sem vontade de ler. E como você disse, não dá pra confiar na habilidade de escrever de alguém que não sabe ser leitor.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s