Acabei de Ler: Diamonds are Girls Best Friends – Jenny Colgan

20130227-231244.jpg

Eu comecei a ler esse livro simplesmente porque tinha sido escrito pela Jenny Colgan, e já tinha tido boas experiências com ela. Porém, dessa vez, não gostei muito da leitura.

A história é sobre a Sophie, uma menina rica que nunca teve que se preocupar com dinheiro. Ela perde a mãe ainda criança e o pai tenta compensar a perda dando para ela tudo o que ela quisesse. Com os mimos do pai e com as amizades que faz na escola, não é de surpreender que ela acabe virando uma menina folgada e mimada, fingindo que trabalha enquanto gasta todo o dinheiro do pai em festas e compras.

Mas uma noite tudo acaba virando de cabeça pra baixo: numa festa, a melhor amiga dela acaba roubando o seu namorado e, ao chegar em casa, ela dá de cara com as ambulâncias que tentavam salvar seu pais, que acaba morrendo vítima de um ataque cardíaco.

A verdadeira surpresa porém está no testamento do pai: ela terá que ficar seis meses sem mesada e sem nenhuma ajuda financeira, além de ter que sair da casa onde mora, para se virar sozinha. Após os seis meses, ela poderá voltar para sua fortuna.

Essa poderia ser uma história muito clichê, mas não o é. Muito pelo contrário, os fatos que ocorrem na história são bem realistas: não há nenhum grande vilão, nem uma solução mágica de contos de fada para salvá-la da pobreza iminente.

Sophie vai morar com um bando de rapazes: dois deles são estudantes de arte, um está no exército e o outro é estranho. Sério, no meio do livro eu ainda tinha dúvidas se ele era humano ou um cachorro muito bem treinado. Começa a trabalhar com o seu ex-patrão, que era um fotógrafo da moda, mas que tem um outro negócio muito mais rentável por fora, fazendo fotografias de gosto duvidoso de aspirantes a modelo sem muita roupa.

Ela começa a lidar com a falta de dinheiro, com o apartamento extremamente sujo que ela tem que limpar já que não tem dinheiro para fazer o depósito, com as “amigas” que insistem em voltar para sua vida… E aos poucos vai mudando. Ainda por cima, ela se sente extremamente atraída por um dos estudantes de arte, mas está convencida de que ele nunca vai querer algo mais sério com ela. E o outro dos estudantes acaba virando um amigo que vira namorado.

Os pontos altos desse livro: ele não acaba da maneira que você deve estar achando que ele acaba depois de ler o resumo que eu escrevi. Isso é bom, porque pra mim teria sido muito chato. A Sophie realmente cresce emocionalmente e acaba reavaliando o que é importante e o que não é.

Os pontos baixos: os personagens secundários são mal desenvolvidos, no sentido de que a história acaba se centralizando muito na Sophie. Alguns deles parecem estar lá simplesmente como pano de fundo. E apesar da situação não acabar da maneira esperada, os personagens são em alguns momentos extremamente previsíveis.

É um livro interessante e definitivamente não é água com áçucar. Só não sei ainda se vale a pena. Definitivamente, não é o melhor de Jenny Colgan.foto3

Deixe um comentário

Arquivado em Acabei de Ler

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s