Acabei de Ler: Across the Universe – Beth Revis

Across the Universe é um livro de ficção científica que conta a história de Amy, uma menina que escolhe ser congelada com seus pais, ambos de carreira militar e envolvidos no projeto da nave Godspeed, para acordar 300 anos no futuro, quando essa nave espacial chegar a seu destino e os humanos prepararem esse novo planeta para que ele seja habitável, o que é basicamente a premissa da série Firefly e o que talvez explique a minha fascinação por esse livro.across-the-universe

Porém, algo dá errado e Amy é acordada de seu sono gelado cinquenta anos antes do previsto, e se depara com uma realidade bem diferente daquela que estava esperando. Amy conhece Elder, um garoto de dezesseis anos que está sendo treinado para ser o próximo líder da população que vive na Godspeed. Existem os “Feeders”, pessoas responsáveis por produzir a comida e todos os demais produtos consumidos na nave; os “Shippers”, que são aqueles responsáveis pela nave, por todos os seus sistemas eletrônicos e por toda a tecnologia utilizada a bordo da nave; e os “Keepers”, que seriam o Eldest, que é o líder da nave, e o Elder, que está sendo preparado para assumir a posição.

Essa organização da sociedade em si já é estranha e não estava nos planos quando a Godspeed partiu da Terra. Amy descobre que aconteceu uma praga (tipo a peste negra) no meio da viagem, que diminuiu e muito o número de pessoas e que ocasionou uma mudança em como elas se organizavam. Mas Amy consegue ver mais coisas estranhas do que todos aqueles da nave conseguem compreender: por exemplo, os Feeders são extremamente passivos, ao ponto que seus olhares parecem vazios; existem épocas para reprodução bem específicas, onde todos os humanos em época de se reproduzir entram (não há maneira gentil de se explicar isso) num cio e acabam se.. hum… relacionando exatamente como animais, no meio da rua, totalmente sem controle.

Quando outros membros que se encontravam congelados começam a ser descongelados e deixados para a morte, Amy, que tenta proteger os pais de todas as maneiras, e Elder, que começa a compreender que o Eldest esconde muito mais segredos do que aparenta, passam a investigar e procurar as respostas para o que está acontecendo de errado na Godspeed. Aos poucos, eles vão descobrindo exatamente quantos segredos a nave sem janela alguma esconde no meio das estrelas.

Gostei da sociedade que Across the Universe apresenta, de como a história é contada por dois pontos de vista diferentes – o da Amy e o do Elder – e de como o livro descreve o desespero da raça humana em viver num lugar fechado e isolado (sério, lendo as partes da Amy, dá até para ficar com claustrofobia). A resolução desse livro é boa, mas deixa algumas perguntas no ar. Quando ouvi que esse livro era para ser único e que só virou uma trilogia por causa de um erro científico que a autora decidiu consertar, escrevendo sua sequência, quase não acreditei. Não consigo imaginar a história parando no ponto que ela parou nesse livro.

Estou lendo o segundo livro da série, A Million Suns, para tentar entender as explicações necessárias. Estou gostando menos dele do que gostei do primeiro, mas vamos ver se até o fim eu não mudo de opinião…mari-transp

Deixe um comentário

Arquivado em Acabei de Ler

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s