Acabei de Ler: Attachments – Rainbow Rowell

attachments
Esse foi o terceiro livro que li da autora. Antes dele, já tinha lido Eleanor & Park e Fangirl, que inclusive já falei sobre aqui no blog. Attachments, ao contrário dos outros dois, não pode ser considerado Young Adult, o que para mim é ótimo, para mudar um pouco o tipo de leitura.

A história é contada do ponto de vista do Lincoln, que trabalha num jornal como um tipo de assistente de segurança da informática. Basicamente, isso quer dizer que ele tem que vistoriar os e-mails e mensagens enviadas pelos funcionários do jornal e se certificar que os computadores com acesso à internet não estão sendo utilizados para nada que não seja o trabalho.
Lincoln acaba lendo as mensagens trocadas por Jennifer, uma das editoras, e Beth, que escreve críticas de filmes. As duas são muito amigas e trocam mensagens a respeito de tudo o que se passa em suas vidas, o que com certeza deveria fazer com que recebessem uma advertência. Porém, vítima do enorme tédio que consiste seu trabalho, Lincoln acaba deixando para lá e acompanhando as histórias das duas.
O problema começa quando ele percebe que está se apaixonando por Beth que, detalhe, tem namorado. Mas ele já está envolvido demais por alguém que nem sabe como é fisicamente.
Acompanhando o dia a dia de Lincoln, conhecemos também sua família, com direito a uma mãe superprotetora e uma irmã que vive insistindo para que ele tome algumas decisões como por exemplo sair debaixo do teto da mãe, seus amigos e suas reuniões para jogar Dungeons & Dragons, e também temos flashbacks para sua vida na faculdade e sua primeira namorada.
É uma história leve e divertida, porém profunda em vários pontos, como é o estilo da autora, que sem grandes cenas dramáticas consegue desenvolver bem as emoções de seus personagens. Existem várias referências de cultura popular durante a história, o que também é bem divertido.
Achei estranho porém (e isso eu tenho que comentar, me desculpem) como os personagens principais seguem um ao outro. Por exemplo, o Lincoln passa na mesa da Beth quando ela não está trabalhando, olha as fotos que ela tem na mesa, mesmo que nenhuma seja dela mesma, os bilhetes e tudo o mais. Fora que ler os e-mails que você está mandando para outra pessoa é invasão de privacidade. A questão é tratada também no livro, porém não sei se fosse comigo se a história se resolveria tão facilmente.
Mas mesmo com esse porém, recomendo o livro para quem gosta de histórias românticas que também tenham desenvolvimento emocional dos personagens.mari-transp

Deixe um comentário

Arquivado em Acabei de Ler

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s