Terças Whovians: Last Christmas

Bom, esse não tem jeito de negar: com Papai Noel, renas e trenó, esse episódio grita e esfrega na sua cara que é sim um especial de Natal.
tercaswhovians2

Devo confessar que fiquei em dúvida se assistiria ou não, tamanho era o meu desâmino em relação a esse episódio, ainda mais depois que fiquei sabendo que sim, a Clara vai ficar mais uma temporada (pobre Clara, com uma ótima oportunidade para sair por cima, vai aos poucos ficando fadada ao mesmo destino de Amy Pond, que em algum ponto teve uma oportunidade perfeita para completar sua história mas que acabou se perdendo nessa insistência de manter a personagem). Acho até que se não fosse essa série de posts aqui do blog, talvez não tivesse assistido mesmo, pelo menos por um bom tempo.
lc01
O episódio em si não foi ruim, não. Posso até não concordar com essa mania de todos os episódios obrigatoriamente serem assustadores, mas esse em especial nem ficou tão focado nisso.
A história foi interessante, a ideia dos sonhos como foi utilizada, apesar de nada inovadora, também fez sentido. O Natal, como eu brinquei no começo do post, foi um tema central, o que nem sempre acontece nos especiais de Natal de Doctor Who.
lc06
Tanto o Doctor como a Clara tiveram uma ótima participação nesse episódio, não sendo deixados de lado, mas também não sendo tanto o ponto principal a ponto de não deixar os outros personagens aparecerem.
lc07
Danny Pink ter aparecido como apareceu, parte dos sonhos da Clara de uma vida perfeita, foi uma maneira perfeita para trazer o seu personagem de volta e lhe dar um desfecho, bem como de dar à Clara a chance de dizer adeus. Eu gostei disso também.
lc03
Os personagens secundários foram exemplares. Particularmente, gostei muito da Shona, mas acho que teria sido muito mais significativo se a vida que o “sonho” deu para ela fosse real. Mas mesmo assim, sua presença foi algo que rendeu cenas divertidas, portanto valeu a pena.
lc04
Até a existência de Papai Noel foi bem utilizada… Apesar de eu ter algumas dúvidas sobre quão atraente para as crianças é ter um episódio de Natal que basicamente grita que Papai Noel é só um fruto da imaginação. Sério, para que?
Os dois principais problemas que tive com o episódio: 1. A Clara vai ficar, portanto fazendo de todo o desenvolvimento criado para seu personagem na oitava temporada sem sentido e 2. Ninguém, ninguém mesmo, se reúne no Natal porque aquele poderia ser seu último Natal. O episódio ficou repetindo isso o tempo inteiro, para justificar o título, e tudo o que eu conseguia pensar era: DE ONDE QUE O MOFFAT TIROU ESSA IDEIA? Gente, nem sentido faz, e ele apresenta como se todo mundo já houvesse pensado nisso um dia. Acho que alguém precisa de um psicólogo…
lc08
Agora é esperar pela nona temporada com a volta da Clara e torcer muito para que arranjem uma boa história para ela. Desculpa, Clara. Você merecia mais. mari

Deixe um comentário

Arquivado em Terças Whovians

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s